Grupo 0+/1

O grupo 0+/1 é uma cadeira auto desenhada para crianças até aos 4 anos, aproximadamente. O peso máxima da sua homologação, situa-se maioritariamente nos 18kg. No Grupo 1, a cadeira auto pode instalar-se tanto no sentido da marcha como no sentido contrário à marcha.
É importante saber qual o modelo mais adequado para evitar alguns erros.

Erros no conceito

O grupo 1 é facilmente identificado pelos pais como a cadeira “que se usa após o ovo” ou “a que os vira para a frente”.
Isto tanto é verdade como é mentira!
Existem efectivamente cadeiras auto que no grupo 1 apenas se podem usar no sentido da marcha, no entanto, e olhando às procuras/recomendações mais recentes, a grande maioria faz contra marcha.

As cadeiras de grupo 1, que fazem contra marcha, já existem sensivelmente desde 1960.

Identificar este grupo como “a que os vira para a frente” é o que nos pode levar ao desconhecimento sobre a melhor maneira de transportar-mos as crianças no automóvel.
Um grande erro deste grupo é pensar que as crianças, assim que saem do ovo, podem viajar como um adulto, e isso é totalmente desaconselhado.

Erros na compra

Este grupo, 1, está homologado entre os 9kg e os 18kg. Por uma questão técnica, a norma actual não se pronuncia sobre a direcção da instalação da cadeira no automóvel, mas apenas ao peso.

Existem 2 tipos de cadeiras neste grupo:

  • Cadeiras no sentido contrário da marcha: São pensadas para transportar os bebés desde os 9kg. Um bebé de 6 meses poderá passar para este Sistema de Retenção desde que, esteja devidamente ajustado e seja adequado. Se não ficar numa posição confortável ou não amparar a criança de forma correcta, é preferível continuar a usar o grupo 0+ até obter as características necessárias.
  • Cadeiras no sentido da marcha: Passam na homologação como grupo 1, mas não se deveriam de começar a utilizar antes dos 2 anos, no mínimo. A O.M.S, estabelece o 13kg como um peso médio para uma criança de 2 anos, e os 13kg são igualmente o peso máximo permitido de um Grupo 0+ ou ovo. O ovo apenas circula no sentido contrário da marcha, que é a posição mais segura para a criança. Não vemos nenhum grupo 0+ que permita instalação no sentido da marcha, e se o fizerem, é um erro de instalação extremamente grave.

A conclusão parece bastante óbvia: Nenhum pai deveria de colocar o filho no sentido da marcha antes dos 2 anos!

Como fazemos então para escolher uma cadeira adequada?

Grupo 1 – sentido da marcha

Se a criança ainda cabe no grupo 0+ / ovo, então é manter o máximo de tempo. Quando estiver perto de atingir algum limite, devemos então passá-la para uma cadeira auto ddo grupo 0+/1 ou 1/2, dependendo do percentil da criança, mas sempre, em contra marcha.
Por outro lado, mesmo sabendo que seja o mais seguro, se preferirem transportar a criança no sentido da marcha, façam-no apenas após os 13kg ou quando atingir os limites do grupo 0+

Erros por má instalação

Qualquer Sistema de Retenção, por mais segura que seja, não será eficaz se mal instalada. São muitos os erros diários que nos apercebemos. Uns por falta de atenção, outros por falta de informação e outros por negligência…
Deixamos os mais frequentes:

  • Cinto de segurança torcido/mal instalado: As cadeiras que se instalam com cinto de segurança são efectivamente as que apresentam mais erros de instalação. É extremamente importante seguir as instruções de instalação à risca e, caso existam dúvidas, é aconselhado passar numa loja especializada para o fazerem. Antes de comprar a cadeira auto, devemos pedir uma demonstração em loja, de como se instala.
  • Arnês sem regulação apropriada: Se a cadeira se instala no sentido da marcha, o arnês deverá sair da zona dos ombros ou ligeiramente acima. Se a cadeira está instalada no sentido contrário da marcha, o arnês deverá sair da zona dos ombros ou ligeiramente abaixo.
  • Cadeiras isofix sem o terceiro ponto de fixação: Todas as cadeiras com isofix têm um 3º ponto. É imprescindível que estejam todos bem instalados. No caso das cadeiras com Top Tether, é fundamental estar bem ajustado, pois se não estiver, em caso de acidente, a lesão para a criança será enorme.
  • Arnês torcido: Com o uso diário, o arnês pode enrolar-se. É prioritário verificar o arnês após prender a criança. Este “simples” erro, pode ser suficiente para não reter a criança.
  • Fazer a transição para o grupo seguinte: Uma criança deveria alargar o máximo de tempo de utilização das suas cadeiras auto. As cadeiras de grupo 2/3 estão homologadas desde os 15kg, mas isso não significa que com esse peso, a criança seja suficientemente matura para circular numa. A cadeira de grupo 1, oferece protecção até aos 18kg e se a cabeça não chegar ao topo, é a melhor cadeira a manter antes de trocar. No grupo 2/3, usa-se o cinto automóvel e temos de ter em conta que o cinto foi feito para reter os adultos e não as crianças. Quanto mais tarde os mudarmos para este grupo, melhor para eles.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.